Picbear logo Browse Instagram content with Picbear

#cantodamulherquecanta

Posts tagged as #cantodamulherquecanta on Instagram

350 Posts

#repost @carolinie_figueiredo (@get_repost) ・・・ Semana passada minha filha mais velha me perguntou: Mãe porque às vezes você está tão legal, está tudo bem, e de repente você fica muito brava e grita ? 😱😢😬 fiquei sem chão. Reconheço minha oscilações. Reconheço esse padrão de como criança estranhar a reação incompreendida dos pais. Eu tinha acabado de explodir, algo que ainda é mais comum do que gostaria apesar de diariamente nutrir meu auto cuidado, minhas emoções e frustrações. Quando ela me trouxe essa pergunta direta bem olhando nos meus olhos, nada do que eu dissesse estaria congruente com o caminho de responsabilidade pessoal que venho seguido com as minhas relaçãoes, com as minhas emoções e principalmente reações diante da vida. Pausa. Respira, conexão. Equilibrar todas as demandas às vezes é difícil, é desafiador manter o centro com tantos gatilhos pra explodir. Mas NADA disso justifica explosão - grito, a explosão -  violências de todos os tipos. "Desculpe, às vezes eu não sei como lidar com tudo. Sou a adulta mas também estou aprendendo como ser mãe e como não ser mãe com vocês dois". Eu disse e ela aceitou. Era a única verdade possível. Não há uma caminho anteriormente trilhado. A estrada as vezes é escura e fria como a noite. Com ferramentas e ajudas de todos os tipos eu consigo com uma luz iluminar os próximos passos. Olhar pra trás e reconhecer o já percorrido. Meus filhos mestres de mim. Eles são a própria direção de por onde ir ou não ir. E eu estou aprendendo a pausar. Escutar (eles e a mim) pra retraçar caminhos. É um caminho de amor. Não só de amor. Mas relembrar que é um caminho de amor parece ser a melhor recordação de pra onde ir. #cantodamulherquecanta #disciplinapositiva #3rs #reparaçãodoserros #reconhecer #reconciliar #resolver foto @camillaantuness
Semana passada minha filha mais velha me perguntou: Mãe porque às vezes você está tão legal, está tudo bem, e de repente você fica muito brava e grita ? 😱😢😬 fiquei sem chão. Reconheço minha oscilações. Reconheço esse padrão de como criança estranhar a reação incompreendida dos pais. Eu tinha acabado de explodir, algo que ainda é mais comum do que gostaria apesar de diariamente nutrir meu auto cuidado, minhas emoções e frustrações. Quando ela me trouxe essa pergunta direta bem olhando nos meus olhos, nada do que eu dissesse estaria congruente com o caminho de responsabilidade pessoal que venho seguido com as minhas relaçãoes, com as minhas emoções e principalmente reações diante da vida. Pausa. Respira, conexão. Equilibrar todas as demandas às vezes é difícil, é desafiador manter o centro com tantos gatilhos pra explodir. Mas NADA disso justifica explosão - grito, a explosão -  violências de todos os tipos. "Desculpe, às vezes eu não sei como lidar com tudo. Sou a adulta mas também estou aprendendo como ser mãe e como não ser mãe com vocês dois". Eu disse e ela aceitou. Era a única verdade possível. Não há uma caminho anteriormente trilhado. A estrada as vezes é escura e fria como a noite. Com ferramentas e ajudas de todos os tipos eu consigo com uma luz iluminar os próximos passos. Olhar pra trás e reconhecer o já percorrido. Meus filhos mestres de mim. Eles são a própria direção de por onde ir ou não ir. E eu estou aprendendo a pausar. Escutar (eles e a mim) pra retraçar caminhos. É um caminho de amor. Não só de amor. Mas relembrar que é um caminho de amor parece ser a melhor recordação de pra onde ir. #cantodamulherquecanta #disciplinapositiva #3rs #reparaçãodoserros #reconhecer #reconciliar #resolver foto @camillaantuness
Meu querido futuro amor,  Desculpe te escrever assim tão breve, Longe de mim querer pesar nossa relação que idealizo ser leve e bem diferente de tudo isso que já venho experimentando há tanto tempo e que sei que já não mais me cabe.  Escrevo pra te pedir que retarde um pouco sua chegada. Pode parecer estranho eu, logo eu, que tanto vivenciei a expectativa de um companheiro te escrever assim de emergência, mas estive refletindo sobre mim e percebi que algumas partes ainda não estão prontas pra entrega. Ao menos que você tope me amar com minhas imperfeições latentes.  Sei que você merece meu melhor, me merece inteira, mas hoje fiquei pensando sobre como ainda sou lacuna e como algumas frestas do meu ser você não vai preencher.  Primeiro porque não é sua função, mas confesso que até hoje foi exatamente o que fiz. Procurei em outras pessoas aquilo que só eu eu poderia me dar (e agora não sei responder se era a paz ou o amor mesmo). Meu querido futuro amor, confesso estar inundada de inseguranças quando penso novamente no medo de não dar certo, no medo de não ser correspondida.  E hoje aumentei o volume da música quando dançava sozinha imaginando que chegaria a qualquer momento pela janela me pegando pela cintura ou colocando a mão dentro da minha calça.  Meu querido futuro amor agora me dei conta que antes de te receber, preciso estar pronta pra mim, sustentar minha própria existência.  E quando for o momento de dançar somente pra mim, sem a expectativa de que você chegue a qualquer momento e me sentir plena comigo mesma, aí sim, meu grande querido futuro amor, poderemos nos encontrar num campo seguro e fértil. E dançaremos os dois juntos pras nossas solidões compartilhadas. #cantodamulherquecanta #sábadosdetédio
Repost from @carolinie_figueiredo @TopRankRepost #toprankrepost Feliz dia todas nós, todos os dias!!! Nós bruxas, lobas de si. Nós que questionamos o sistema que não acolhe quem transcende, quem questiona. Nós queimadas na inquisição por saber e poder demais. Nós caladas, reprimidas (tira a mão daí) Pela dominação do patriarcado. Clamo minha sexualidade livre esclarecida e meu corpo tomado como meu. Meu corpo tomado como meu. Nós conhecedoras de si. Alquimistas. Curadoras de seus processos. Eu fogo transmuto o passado . Eu ar inspiro consciência pra dentro. Eu água desperto. Eu aterro materializando quem sou. A liberdade, a magia, os cheiros e as ervas. Mãe Lua Pai Sol integrando que eu sou natureza viva. Eu legião de mulheres você. Você legião de todas. Nossas sábias internas, nossa intuição clarificada pela varinha do discernimento! Varre de mim aquilo que me impede de voar. E meu chapéu guarda minha cabeça, aponta pro infinito agradecendo a criação. #cantodamulherquecanta #diadasmulheressábias #diadasqueimadasnasfogueiras #adeusinquisição #nãocolonizemminhafé #nemmeucorpo
Feliz dia todas nós, todos os dias!!! Nós bruxas, lobas de si. Nós que questionamos o sistema que não acolhe quem transcende, quem questiona. Nós queimadas na inquisição por saber e poder demais. Nós caladas, reprimidas (tira a mão daí) Pela dominação do patriarcado. Clamo minha sexualidade livre esclarecida e meu corpo tomado como meu. Meu corpo tomado como meu. Nós conhecedoras de si. Alquimistas. Curadoras de seus processos. Eu fogo transmuto o passado . Eu ar inspiro consciência pra dentro. Eu água desperto. Eu aterro materializando quem sou. A liberdade, a magia, os cheiros e as ervas. Mãe Lua Pai Sol integrando que eu sou natureza viva. Eu legião de mulheres você. Você legião de todas. Nossas sábias internas, nossa intuição clarificada pela varinha do discernimento! Varre de mim aquilo que me impede de voar. E meu chapéu guarda minha cabeça, aponta pro infinito agradecendo a criação. #cantodamulherquecanta #diadasmulheressábias #diadasqueimadasnasfogueiras #adeusinquisição #nãocolonizemminhafé #nemmeucorpo
Dia na casa dos bisos. Minha família é cheia de medos e projetavam tudo em forma de "vai cair, vai se ralar inteira, você não vai conseguir". Sinto repressão e medo no meu corpo vibrando até hoje em cada momento que preciso me desafiar, ainda mais fisicamente. Meu sonho mais secreto é aprender a dar estrelas perfeitas. Agora sigo na busca do equilíbrio do que é liberdade e quando entra o limite (seguro, firme e gentil). Observo a maneira que minha filha se expressa com audácia e coragem. Ofereço atenção e presença. Ofereço essa confiança a minha criança interna, para que meu sistema integre que meu corpo sabe ser. Meu corpo sabe ser. Sabe ser. #cantodamulherquecanta
#repost @carolinie_figueiredo (@get_repost) ・・・ Eu li que a maior forma de reprimir uma mulher é impondo a ditadura da magreza aos nossos corpos. Eu desde muito cedo escuto: você é linda, seu rosto é lindo, só precisa dar uma secadinha/fechadinha. Como sou atriz desde 5 anos eu comecei ouvir essas frases antes mesmo de estar gorda. Permaneci minha vida inteira lutando com a balança. As vezes nem por opção, mas revendo meu caminho até aqui: oscilo profundamente entre "uau estou numa fase boa, focada, disciplinada, regradinha, fechei a boca, estou com um carinha ou com a perspectiva do carinha, o que me faz ainda mais motivada" e fases de largar tudo pro alto e afrouxar, desistir, comer compulsivamente pra suprir sei lá o que. O que acontece é que quando somos metralhadas desde cedo com imagens de perfeição, a gente odeia o próprio corpo, porque junto com ele vem a mensagem de sermos erradas, imperfeitas e não amarmos o próprio corpo. O padrão esmaga. Eu destruí meu corpo várias vezes por não me amar e não me aceitar. Fiz as maiores rebeldias e revoluções com meu próprio corpo, hoje sei como proteção da objetificação, e porque de alguma maneira jogava pro meu corpo minha próprias frustrações e rejeições num ciclo vicioso. Adoraria terminar o texto dizendo: agora me amo como sou, assumi minhas marcas porque elas construíram quem eu sou, se possível postando minha foto lacradora de biquíni. Mas acontece que nessa minha jornada de amor próprio e aceitação eu estou engatinhando e ainda oscilo entre "vou fazer a louca esculpir meu corpo e arrasar" ou retomar fases de pura restrição e neuroses com balança . Também tenho pensado cada vez mais: "foda-se, vou ser quem sou e me aceitar de vez". Eu ainda estou no meio do caminho, do meu próprio caminho. #cantodamulherquecanta
Me representa!!! Parabéns @carolinie_figueiredo, não apenas por reflexões como esta, mas por compartilhar lições inspiradoras de disciplina positiva na maternidade. #cafunédabahia #luydegomes ------------------------------- @Regranned from @carolinie_figueiredo -  Eu li que a maior forma de reprimir uma mulher é impondo a ditadura da magreza aos nossos corpos. Eu desde muito cedo escuto: você é linda, seu rosto é lindo, só precisa dar uma secadinha/fechadinha. Como sou atriz desde 5 anos eu comecei ouvir essas frases antes mesmo de estar gorda. Permaneci minha vida inteira lutando com a balança. As vezes nem por opção, mas revendo meu caminho até aqui: oscilo profundamente entre "uau estou numa fase boa, focada, disciplinada, regradinha, fechei a boca, estou com um carinha ou com a perspectiva do carinha, o que me faz ainda mais motivada" e fases de largar tudo pro alto e afrouxar, desistir, comer compulsivamente pra suprir sei lá o que. O que acontece é que quando somos metralhadas desde cedo com imagens de perfeição, a gente odeia o próprio corpo, porque junto com ele vem a mensagem de sermos erradas, imperfeitas e não amarmos o próprio corpo. O padrão esmaga. Eu destruí meu corpo várias vezes por não me amar e não me aceitar. Fiz as maiores rebeldias e revoluções com meu próprio corpo, hoje sei como proteção da objetificação, e porque de alguma maneira jogava pro meu corpo minha próprias frustrações e rejeições num ciclo vicioso. Adoraria terminar o texto dizendo: agora me amo como sou, assumi minhas marcas porque elas construíram quem eu sou, se possível postando minha foto lacradora de biquíni. Mas acontece que nessa minha jornada de amor próprio e aceitação eu estou engatinhando e ainda oscilo entre "vou fazer a louca esculpir meu corpo e arrasar" ou retomar fases de pura restrição e neuroses com balança . Também tenho pensado cada vez mais: "foda-se, vou ser quem sou e me aceitar de vez". Eu ainda estou no
Eu li que a maior forma de reprimir uma mulher é impondo a ditadura da magreza aos nossos corpos. Eu desde muito cedo escuto: você é linda, seu rosto é lindo, só precisa dar uma secadinha/fechadinha. Como sou atriz desde 5 anos eu comecei ouvir essas frases antes mesmo de estar gorda. Permaneci minha vida inteira lutando com a balança. As vezes nem por opção, mas revendo meu caminho até aqui: oscilo profundamente entre "uau estou numa fase boa, focada, disciplinada, regradinha, fechei a boca, estou com um carinha ou com a perspectiva do carinha, o que me faz ainda mais motivada" e fases de largar tudo pro alto e afrouxar, desistir, comer compulsivamente pra suprir sei lá o que. O que acontece é que quando somos metralhadas desde cedo com imagens de perfeição, a gente odeia o próprio corpo, porque junto com ele vem a mensagem de sermos erradas, imperfeitas e não amarmos o próprio corpo. O padrão esmaga. Eu destruí meu corpo várias vezes por não me amar e não me aceitar. Fiz as maiores rebeldias e revoluções com meu próprio corpo, hoje sei como proteção da objetificação, e porque de alguma maneira jogava pro meu corpo minha próprias frustrações e rejeições num ciclo vicioso. Adoraria terminar o texto dizendo: agora me amo como sou, assumi minhas marcas porque elas construíram quem eu sou, se possível postando minha foto lacradora de biquíni. Mas acontece que nessa minha jornada de amor próprio e aceitação eu estou engatinhando e ainda oscilo entre "vou fazer a louca esculpir meu corpo e arrasar" ou retomar fases de pura restrição e neuroses com balança . Também tenho pensado cada vez mais: "foda-se, vou ser quem sou e me aceitar de vez". Eu ainda estou no meio do caminho, do meu próprio caminho. #cantodamulherquecanta
RJ - esse Domingo, 29/10. .Workshop Disciplina Positiva: vamos trabalhar nossa Firmeza E a Gentileza ao mesmo tempo! . Firmeza pra ancorar o respeito a mim e a situação que precisa ser resolvida. Gentileza pra acolher e respeitar a criança que precisa de apoio pra compreender. . Durante 4 horas atraves de conteúdos + vivências práticas + exercícios + produção de reflexão individual e do Grupo, eu e a também educadora parental @orjana_oliveira vamos conduzir uma tarde profunda de desconstrução é aprendizado. . Vamos repensar como Educar os filhos num paradigma de respeito mútuo, escuta, assertividade e conexão com as necessidades mais profundas da criança ( e da nossa própria). . É possível sim educar sem gritos e ameaças mas Isso requer treinamento, desconstrução e uma Rede de Apoio pra percebermos que estamos TODXS no mesmo barco. ... RJ - 29 Outubro (Domingo) Recife - 4 / 5 Novembro. . Valores e promoções: cantodamulherquecanta@gmail.com . Ou Deixe seu e-mail indicando sua cidade que eu mando as informações. Um convite para mães, pais, educadores, avós e familiares. . Pode marcar alguém que se interessa sobre esse assunto ? #disciplinapositiva #cantodamulherquecanta
Para a Disciplina Positiva trabalhar a Firmeza E a Gentileza ao mesmo tempo é como um mantra a ser repetido! Firmeza pra ancorar o respeito a mim e a situação que precisa ser resolvida. Gentileza pra acolher e respeitar a criança que precisa de apoio pra compreender. Educar filhos num paradigma de respeito mútuo é um desafio, ainda mais pra quem recebeu uma educação pautada no medo, ameaças, gritos e punições. Quando estamos na exaustão isso fica ainda mais complicado. É possível sim educar sem gritos e ameaças mas Ser Firme e Gentil requer treinamento, desconstrução e uma Rede de Apoio pra percebermos que estamos TODXS no mesmo barco de educação e Conexão com os filhos! Vamos juntas? Venha conhecer meu trabalho como Educadora Parental pela Positive Discipline e como isso salvou minha relação com as crianças. Te convido a participar de uma poderosa e curativa Roda de Criação de Filhos e conhecer mais profundo a Disciplina Positiva. ... Proximas Datas: RJ - 29 Outubro (Domingo) Recife - 4 / 5 Novembro. . Valores e promoções: cantodamulherquecanta@gmail.com . Ou Deixe seu e-mail indicando sua cidade que eu mando as informações. Um convite para mães, pais, educadores, avós e familiares. Pode marcar alguém que se interessa sobre esse assunto ? #disciplinapositiva #cantodamulherquecanta
Eu digo: feche os olhos, dance como se ninguém pudesse te julgar. Abra bem a boca pra cantar sua própria voz. Abra a boca lá bem aberta que lá em baixo abre tudo também (aprendi isso com parir). Digo: dance como seu corpo te pertencesse, como se a liberdade fosse natural. Sóbria, consciente, dança com teu corpo e coloca pra fora. Observa seus padrões. Observa teus julgamentos. Observa aquilo que você diz sobre você. Observa aquilo que escutou toda sua vida sobre seu corpo. Nenhuma terapia ou Coach poderia chegar tão profundo nesses julgamentos que dizemos sobre nós mesmas quando tentamos desligar a mente e abrir mão do controle. NUNCA encontrei uma mulher em minhas vivências que tenha dito: foi tão leve / fácil dançar e cantar. Foi tão natural e potente libertar meu poder. É tão natural ser eu mesma sem medo de agradar! Eu escuto: minha voz é chata, meu é corpo desengonçado. Sobre o corpo então... como temos maltratado com palavras de desamor e repudio. Agora uso vendas: é seguro olhar pra dentro? É mais seguro olhar pra dentro ou pra fora? É seguro olhar no olho? Tomo meu corpo como meu. Meu corpo minhas regras é lindo de escrever no post e nos muros. Mas e dançar com esse corpo. E abraçar minhas marcas-escolhas? E soltar essa voz presa reprimida calada fica quieta e não chora desde criança. Como é sair da mente das palavras libertárias e jogar isso no presente desse corpo sedento por pulsar? #cantodamulherquecanta . Vivência Mergulho em Si - Despertar, Empoderar, Libertar. . Recife: 5 de Novembro (Domingo) Floripa: 3 de Dezembro (Domingo) . Foto @car0l_fernandes
Educar filhos num paradigma de respeito mútuo é um desafio, ainda mais pra quem recebeu uma educação pautada no medo, ameaças, gritos e punições. Quando estamos na exaustão isso fica ainda mais complicado. Para a Disciplina Positiva trabalhar a Firmeza E a Gentileza ao mesmo tempo é como um mantra a ser repetido! Firmeza pra ancorar o respeito a mim e a situação que precisa ser resolvida. Gentileza pra acolher e respeitar a criança que precisa de apoio pra compreender. É possível sim educar sem gritos e ameaças mas Ser Firme e Gentil requer treinamento, desconstrução e uma Rede de Apoio pra percebermos que estamos TODXS no mesmo barco de educação e Conexão com os filhos! Vamos juntas? Venha conhecer meu trabalho como Educadora Parental pela Positive Discipline e como isso salvou minha relação com as crianças. Te convido a participar de uma poderosa e curativa Roda de Criação de Filhos e conhecer mais profundo a Disciplina Positiva. ... Proximas Datas: RJ - 29 Outubro (Domingo) Recife - 4 / 5 Novembro. . Valores e promoções: cantodamulherquecanta@gmail.com . Ou Deixe seu e-mail indicando sua cidade que eu mando as informações. Um convite para mães, pais, educadores, avós e familiares. Pode marcar alguém que se interessa sobre esse assunto ? #disciplinapositiva #cantodamulherquecanta
Te olhando dormir fiquei pensando: quanto de mim tenho esperado através de você? Pensei que sufocante tenho sido depositando em você essa possibilidade de suprir aquilo que nem eu mesma consigo nomear. Pensei quanto posso simplesmente desmanchar nossa relação com qualquer perspectiva de rótulos ou aprisionamentos. Te olhando dormir vi o quanto de mim ainda está incompleto, aberto, esperando não sei bem o que. Queria te livrar desse fardo de me fazer feliz, e todos que vieram antes de você que por algum motivo esperei algo que pertencia unicamente a minha expectativa e idealização. E deixando ir, estou me libertando também. Pra ser eu mesma. Ainda mais incompreendida, rachada, vazia. Porém eu inteira, com todas minhas ausências, carências e complexidades que dizem que com o tempo eu saberei lidar (melhor). Escrevo desse lugar de mim, solitária, porém inteira, nas fragilidades. #cantodamulherquecanta .. Por @carolinie_figueiredo 😗😗😗
Te olhando dormir fiquei pensando: quanto de mim tenho esperado através de você? Pensei que sufocante tenho sido depositando em você essa possibilidade de suprir aquilo que nem eu mesma consigo nomear. Pensei quanto posso simplesmente desmanchar nossa relação com qualquer perspectiva de rótulos ou aprisionamentos. Te olhando dormir vi o quanto de mim ainda está incompleto, aberto, esperando não sei bem o que. Queria te livrar desse fardo de me fazer feliz, e todos que vieram antes de você que por algum motivo esperei algo que pertencia unicamente a minha expectativa e idealização. E deixando ir, estou me libertando também. Pra ser eu mesma. Ainda mais incompreendida, rachada, vazia. Porém eu inteira, com todas minhas ausências, carências e complexidades que dizem que com o tempo eu saberei lidar (melhor). Escrevo desse lugar de mim, solitária, porém inteira, nas fragilidades. #cantodamulherquecanta
Há meses já deixei em desuso a TPM.  Hoje chamo de pulsão pré menstrual esse momento intenso que precede a descida da minha lua (sangue). O primeiro dia da menstruação é o dia 1 do ciclo, e tudo se renova, tudo é entregue à terra como forma de agradecimento e preces de abundância e prosperidade. Mas antes do início do ciclo quem vem? Antes do dia clarear, a noite é mais fria e mais escura. A Pulsão pré menstrual é para além dos esteriótipos da TPM da sensível compulsiva de chocolate e comida. Nossos hormônios estão bombando, nosso corpo se prepara pra expulsar aquilo que não serve mais (não virou bebe fisiologicamente falando). Assim como todo final de ciclo, esse período arrastado nos trás à tona todos os aspectos ainda não integrados. Tudo aquilo que preciso trabalhar, acolher e curar. Quando a gente começa a mapear nossos ciclos começamos a perceber aquilo que se repete. Tem os sintomas físicos de energia baixa, alta sensibilidade . Já reconheço há um tempo vir à tona nesse momento Toda agressividade reprimida pois ainda não reconheço como parte de mim. Depois chegam os aspectos emocionais. Há seis meses entro em crise com minha relação com escassez, começo a questionar a expectativa jogada num companheiro e o que ele poderia realmente me suprir em profundidade. Questiono meus caminhos profissionais e encontro crenças de "faço tudo errado", "sou uma farça", "o que estou fazendo da vida". Também é nesse momento que a maternidade começa a ser mais exaustiva e pesada, é hora de ativar a rede de apoio mais que nunca! Ufa... Depois começo a entender como somos realmente cíclicas. Como esse período de PPM é um convite a olhar minhas sombras, aquilo que renego pra baixo do tapete. Tempo Pra Meditar. Tempo Pra Meconhecer. Tempo Pra Mecuidar. Não ficamos egoístas não. Mas é justamente uma pausa nas relações (com outros e com a gente) pra entender como se passam as coisas dentro e fora. Por isso fortalecimento,
Em dezembro Oficina de Tambor e Vivência Mergulho em Si com Carolinie Figueiredo em Florianópolis!!!! #oficinadetambor #tamboresxamanicos #cantodamulherquecanta
#repost @carolinie_figueiredo (@get_repost) ・・・ No meu pós parto do segundo filho Resolvi experimentar uma calça de montaria. Aquela que marca o corpo? Sim! Essa calça é pra gente magra. Sempre a vejo em corpos magros ( e lindos ). Mas sempre quis ter uma pra usar com botas! Calça colada com bota? Encurta a perna, aumenta quadril… Mas resolvi experimentar mesmo assim. . Qual número? . O maior. . 42. . O maior da loja? . 42. . Nunca entendi porque algumas lojas só tem até 42. E as outras pessoas não tem direito de usar a calça também? Uma vez li que algumas marcas restringem seus números ao 38, 40 no máximo, pra ser associada com pessoas magras, bonitas e felizes. Como se magreza fosse sinônimo de beleza. Como se magreza (ou beleza) fosse sinônimo de felicidade.É o que dizem na tv, na propaganda… até eu que tendo a ser questionadora esqueço de desconfiar dessas verdades que nos vendem. Existe toda uma indústria milionária que fatura em cima da frustração, da necessidade de ser algo que (ainda) não se é. . Voltando pra minha calça de montaria 42. Espreme, espreme… e não é que deu? Saio da loja com minha pseudo segurança de comprar uma calça nova. A primeira depois de parir. Será que os espelhos das lojas nos deixam mais bonitas? Realmente essa calça realça minha barriga positiva, minhas gordurinhas, meus culotes… pra eles só existem dois caminhos: ou lipo ou aceitação, e os dois tendem a ser dolorosos (dizem). Saí linda e poderosa com minha calça de montaria 42. Peso pós gravidez? Não sei. Não me pesei nunca mais. Nunca fui boa com números. Saí sem nenhuma cinta, sem nenhuma calcinha que tentasse disfarçar meu corpo. Saí nua e crua. Mas vestida.É… tenho andado mais rebelde ultimamente. Não sei precisar se foram os 25, o segundo filho ou parir no banheiro. Mas descobrir que não é preciso agradar à todo mundo é libertador! E aconteça o que acontecer, sempre postaremos as melhores fotos nas redes
No meu pós parto do segundo filho Resolvi experimentar uma calça de montaria. Aquela que marca o corpo? Sim! Essa calça é pra gente magra. Sempre a vejo em corpos magros ( e lindos ). Mas sempre quis ter uma pra usar com botas! Calça colada com bota? Encurta a perna, aumenta quadril… Mas resolvi experimentar mesmo assim. . Qual número? . O maior. . 42. . O maior da loja? . 42. . Nunca entendi porque algumas lojas só tem até 42. E as outras pessoas não tem direito de usar a calça também? Uma vez li que algumas marcas restringem seus números ao 38, 40 no máximo, pra ser associada com pessoas magras, bonitas e felizes. Como se magreza fosse sinônimo de beleza. Como se magreza (ou beleza) fosse sinônimo de felicidade.É o que dizem na tv, na propaganda… até eu que tendo a ser questionadora esqueço de desconfiar dessas verdades que nos vendem. Existe toda uma indústria milionária que fatura em cima da frustração, da necessidade de ser algo que (ainda) não se é. . Voltando pra minha calça de montaria 42. Espreme, espreme… e não é que deu? Saio da loja com minha pseudo segurança de comprar uma calça nova. A primeira depois de parir. Será que os espelhos das lojas nos deixam mais bonitas? Realmente essa calça realça minha barriga positiva, minhas gordurinhas, meus culotes… pra eles só existem dois caminhos: ou lipo ou aceitação, e os dois tendem a ser dolorosos (dizem). Saí linda e poderosa com minha calça de montaria 42. Peso pós gravidez? Não sei. Não me pesei nunca mais. Nunca fui boa com números. Saí sem nenhuma cinta, sem nenhuma calcinha que tentasse disfarçar meu corpo. Saí nua e crua. Mas vestida.É… tenho andado mais rebelde ultimamente. Não sei precisar se foram os 25, o segundo filho ou parir no banheiro. Mas descobrir que não é preciso agradar à todo mundo é libertador! E aconteça o que acontecer, sempre postaremos as melhores fotos nas redes sociais. Texto antigo que eu amo!!!! #repostdosdavoritos
Sobre Vontades Insaciáveis: O Bicho Faminto Compulsivo Desperta! Aquele que busca algo que não sei o que. E por não saber, nada que consuma irá aquietá-lo. Bicho Faminto. De fome, de dor, de prazer. De aceitação. Repousa em mim quando puder. Entenda: Nem os cigarros, nem os corpos. Bicho Faminto que por tanto tempo tenho combatido sem saber que a luta, a negação e a rejeição o alimentam e não te acolhem. Bicho faminto, aqui pulsando no meu plexo, ativando minha respiração, meus desejos. Todo meu sistema. Nervoso. Bicho, hoje não é dia de caçar e nem a mais suculenta presa iria te satisfazer. Hoje te entendo mais. Porque agora te (re)conheço. Te dou atenção. E juntos, Nós, Encontraremos a paz presente na inconstância que somos. #cantodamulherquecanta

Loading